cicatriz

Cicatriz: como tratar

Queimaduras graves ou marcas provocadas por acidentes podem deixar marcas intensas na pele prejudicando a estética e comprometendo a autoestima. A sua intensidade e tamanho variam com o tipo de ferida e pele. São inúmeros os tratamentos, a dermatologista deverá examinar a cicatriz para decidir sobre o tratamento adequado e informar sobre os resultados que se pode esperar de uma cirurgia facial. Entre os tratamentos para cicatrizes podemos destacar:

Dermabrasão: essa técnica é recomendada para reverter o quadro de cicatrizes acometidas por acne, irregularidades na superfície da pele e marcas de sarampo, rubéola, catapora ou varíola.

Preenchimento: indicado para cicatrizes que apresentam depressões, o tratamento permite um resultado prolongado, dependendo da gravidade da cicatriz.

Resurfacing ou Tratamento a Laser de Cicatriz: o procedimento é feito por meio de uma luz de alta energia com a finalidade de remover a cicatriz.

Beta terapia: é recomendada para cicatrizes provocadas por acidente. A técnica de radiação ionizante age na produção do colágeno, melhorando o aspecto da cicatriz.

Intradermoterapia: o procedimento estimula a produção do colágeno no local cicatrizado.

Microenxertos: essa técnica permite a realização de um pequeno transplante para suavizar as cicatrizes provocadas por acnes profundas.

Criocirurgia: corticosteroide é inserido na cicatriz para congelar e reduzir o tamanho da cicatriz. Esse método é indicado para quem deseja diminuir a cicatriz.

Peelings: é recomendado para tratar as cicatrizes rasas e superficiais. O produto químico tem a capacidade de remover a camada superior e tratar a cicatriz.

 

Cicatriz de acne

Dependendo da gravidade da acne, ela pode provocar sequelas cicatriciais, como manchas, alterações da superfície da pele e cicatrizes deprimidas. Vários tratamentos podem ser utilizados para a correção destas cicatrizes e a indicação de cada um deles depende de cada caso. Veja quais são os tratamentos eficazes que ajudam a combater esse problema temível por adolescentes e adultos:

Dermabrasão cirúrgica: A finalidade de tratamento é se livrar das duas primeiras camadas da pele para proporcionar o crescimento de uma pele limpa e sem marcas.

Microdermoabrasão: A recuperação é rápida e menos dolorosa. A microdermobrasão oferece uma esfoliação de microcristais de hidróxido de alumínio que tem a finalidade de remover algumas células.

Peeling: O peeling também é uma técnica que promete renovar o aspecto da pele e eliminar a presença de manchas na pele. A recuperação é delicada, porém, o resultado é satisfatório, deixando a pele com uma textura firme e sem manchas.

Subcisão: a técnica consiste no corte da fibra do tecido que repuxa a pele para baixo. Para obter o efeito desejado serão necessárias várias sessões e a recuperação pode estender até duas semanas.

Microenxertos: uma pele saudável é enxertada na cicatriz com o objetivo de nivelar a pele.

Laser: O laser é recomendado para tratar cicatrizes superficiais e também as profundas. A sua técnica trata os tecidos como uma esfoliação controlada pela dermatologista.

 

Fonte: Dermatologista Luciana Macedo de Oliveira, Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *